Os livros nos contam que, em tempos mais antigos, matemáticos desafiavam uns aos outros propondo questões complicadas e por muitas vezes se reuniam em praça pública  para a realização de torneios, onde teriam que resolver equações difíceis. O que nasceu talvez por um capricho do ego destas pessoas tomou forma mais salutar com a realização da 1ª Olimpíada de Matemática, na Hungria em 1896. De lá pra cá, as competições científicas entre estudantes vêm a cada dia se organizando e se mostrando um forte indicador para descobrir novos talentos para a ciência. As olimpíadas do conhecimento no Brasil consiste em uma série de competições dentre as quais: OBM (Olimpíada Brasileira de Matemática), OBMEP (Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas), OBF (Olimpíada Brasileira de Física), OBFEP(Olimpíada Brasileira de Física das Escolas Públicas), OBQ (Olimpíada Brasileira de Química) e a Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro. A OBM é a mais antiga olimpíada do Brasil, aberta pros públicos do sexto ano até alunos de ensino médio. As olimpíadas brasileiras também ajudam na  seleção dos grupos que representarão o Brasil nas olimpíadas internacionais. A OBMEP é exclusiva para alunos de escola pública, ela tem o título de maior olimpíada do mundo com mais de 19 milhões de participantes.

fonte: noic.com.br